17
Out 10
17
Out 10

Avô nascido na casa brasonada na Praça do Avelino em Castelões de Cepeda

 

 

Casal na foto:

- Emília Monteiro de Souza Magalhães, natural de Castelões de Cepeda, filha de Miguel Joaquim de Souza Magalhães e de Sophia Monteiro Coelho da Silva, casada com António Pereira da Silva, ele natural de Santa Marinha do Zêzere, Baião filho de José Pereira da Silva e Maria Magdalena.

 

1ª criança da esquerda com um "S":

- Sebastião Monteiro Pereira da Silva nascido às 20h do dia 27 de Dezembro de 1900, na Praça do Avelino, foram padrinhos Sebastião Coelho da Silva e Maria Marcondes Monteiro (casados e capitalistas). Faleceu em Castelões de Cepeda, Av. da República, na altura nº 22, a 9 de Dezembro de 1972.

Casou com Arminda Ferreira Alves - conservatória da Régua a 18 de Março de 1922.

 

Meus bisavós:

Emília Monteiro de Souza Magalhães

António Pereira da Silva

 

 

Meus avós maternos:

Monteiro Pereira da Silva

Arminda Ferreira Alves

publicado por Rafael às 21:17 | comentar | ver comentários (1) | favorito
tags: ,
16
Out 10

Armas do brasão da casa da Praça do Avelino no Lugar das Paredes - Castelões de Cepeda

 

Depois de fazer as minhas pesquisas e consultas a várias pessoas cheguei aos seguintes dados:

 

1) Através do Dr. Manuel Abranches de Soveral

 

"Estive também não só a ver melhor a pedra de armas que lhe interessa como a procurar uma carta de armas que lhe pudesse corresponder. Depois de não encontrar nenhuma carta de armas com Borges no 1º quartel, conclui que afinal as peças da bordadura bem podem ser coelhos, e portanto as armas ser dos Coelho e não dos Borges. Tendo em conta, por outro lado, que encontrei uma carta de armas para um escudo partido, tendo no 1º Coelho, e o 2º cortado de Ferraz e Rebello. Ora, as armas dos Ferraz são justamente seis rodelas de prata (as tais seis peças que eu não conseguia ver bem). Sendo essa carta de armas passada a 15.3.1709 a Manuel Coelho Ferraz, morador em S. Romão de Mouriz, filho de Pedro Coelho e sua mulher Maria Coelho Ferraz; neto paterno de Gonçalo Pedro e sua mulher Anastácia Coelho; e neto materno de João Coelho Ferraz e sua mulher Ângela Damiana.

Portanto, ou a pedra de armas foi feita depois ou eu me enganei na datação, embora tivesse avisado que aquele tipo de pedras eram difíceis da datar, pois muitas vezes são arcaizantes. Assim, se foi mandada fazer por Manuel Coelho Ferraz (que teria passado de morador em Mouriz a morador em Castelões de Cepeda), seria do início e não dos finais do séc. XVIII."


2) Segundo Ferreira Coelho

 

Escudo partido na 1ª Coelho, na 2ª cortado de Castro (?) e Rebelo com timbre: Coelho

 

3) Segundo as minhas pesquisas

 

Escudo partido na 1ª pode ser Coelho ou Borges na 2ª pode ser Castro ou Ferraz, e Rebello

 

 

 

 

 

publicado por Rafael às 11:48 | comentar | favorito
16
Out 10

Castelões de Cepeda - Paredes

Foto antiga da actual Avenida da República em Paredes

Actual Avenida da República em Paredes nos inícios do Séc. XX

 

É na freguesia de São Salvador de Castelões de Cepeda que está a povoação de Paredes, elevada à categoria de vila por carta régia de 7 de Fevereiro de 1844 a qual é cabeça do actual concelho e comarca de Paredes. Em 1821 foi extinto o concelho de Aguiar de Sousa, passando a maior parte das freguesias que o constituíam a aumentar o antigo concelho de Castelões de Cepeda, cuja sede se mudou, então, para a povoação de Paredes; constituiu-se depois o concelho de Paredes. Era abadia da apresentação alternada da Mitra da Sé do Porto e do Convento de São Salvador de Paço de Sousa, no antigo concelho de Aguiar de Sousa, na antiga comarca do Porto (a "Estatistica Parochial" de 1862 diz que era da apresentação do referido convento e do papa). Beneficiou do foral dado a Aguiar de Sousa, em Lisboa, a 25 de Junho de 1513. Havia também recebido um foral antigo, dado em 10 de Junho de 1269 e confirmado a 13 de Março de 1411. Pertenceu ao extinto bispado de Penafiel. Arcediagado de Aguiar de Sousa (século XII). Comarca eclesiástica de Penafiel - 4º distrito (1856; 1907). Segunda vigararia de Paredes (1916; 1970).

 

in: Arquivo Distrital do Porto

publicado por Rafael às 11:14 | comentar | favorito
tags:
10
Out 10

Joaquim do Ajudante, a Monografia de Paredes e a casa Brasonada da Praça do Avelino

Já há muitos anos, desde miúdo que minha mãe e avó materna me contavam a história de um nosso antepassado que tinha afugentado o Zé do Telhado de um assalto aqui na região.

A história está presente na monografia de Paredes do Dr. José do Barreiro que pretendeu preservá-la e muito bem, que na altura já suspeitaria que cairia no esquecimento,  visto este episódio ter-se passado no século XIX.

Pois bem, Joaquim do Ajudante, descobri agora, trata-se de Joaquim Monteiro Coelho da Silva casado com Maria Coelho da Silva, filha do Major José Coelho da Silva e D. Rita de Garcia da casa do Ermo. Ele era filho de Manuel Caetano Coelho da Silva e Maria Rosa Coelho Borges.

Vim agora descobrir que era o meu tetravô e que habitou precisamente a casa brasonada da Praça do Avelino.

publicado por Rafael às 16:40 | comentar | favorito
10
Out 10

Pormenor do Brasão da Casa da antiga Praça do Avelino actual Praça Capitão Torres de Meireles

 

Eis aqui a fotografia do Brasão. Tenho pena não saber o significado dele nem saber da carta de brasão. Se alguém souber alguma coisa agradecia que deixasse aqui essa informação num comentário.

Sei que nesta casa habitaram os Coelhos da Silva e  os Sousa Magalhães e tenho como hipótese ele estar relacionado com  o nome Coelho da Silva.

publicado por Rafael às 16:24 | comentar | favorito